terça-feira, 4 de novembro de 2008

Quando o meu hoje te encontrar amanhã.

As estações serão diferentes, assim como as pessoas, o tempo e, principalmente, você.

Você vai estar com olhos mais distantes, desconfiados e vividos.
Você vai sorrir por fora e quem sabe me dar um abraço.

As perguntas estarão cada vez mais longe do que um dia foram tão pessoais.
As palavras vão sair cada vez mais dificeis, forçando ao apelo da indiferença.

E quanto a mim, eu serei a mesma pessoa, a mesma pessoa que hoje é assim, te olhando com os mesmos olhos de quando te conheci, com os mesmos olhos de quem estivesse vendo um anjo pela primeira vez.

E talvez estivesse, mas sem aceitar a negação do inconsciente, de que anjos não existem, e mudar é inevitável, mas eu ainda sou o mesmo, quem pode evitar?

Um comentário:

T disse...

Já escutou Beautiful One do Agua de Annique??